0

196 personagens, 14 artistas

webcomics 14 artistas 196 personagens

Uma ideia boa e 14 autores dispostos a desenhar insanamente os personagens uns dos outros.

Tem um esquema de que o que está com o fundo cinza foi desenhado pelo próprio autor, na linha vemos o mesmo personagem nos outros traços e na coluna vemos todos os personagens que cada autor desenhou. Divirta-se. =)

Lobo Limão, por Yoshi Itice
Blue e os gatos, por Paulo Kielwagen
Ana e o Sapo, por Ana Luísa Medeiros
Nabunda Nada, por Leonardo Maciel
Objetos Inanimados, por Guilherme Bandeira
Proféticos, por Rafael Marçal
Contratempos Modernos, por Rodrigo Wiedemann Chaves
O Pedreiro, por Digo Freitas
Gi & Kim, por Marcos Noel
Como eu realmente, por Fernanda Nia
Mentirinhas, por Fábio Coala
Levados da Breca, por Wesley Samp
Bear, por Bianca Pinheiro
As Aventuras da Bruxinha Mô, por Chairim Arrais

Agradecimentos especiais ao Yoshi Itice, quem deu a ideia de reunir a galera inspirado nessa imagem, e ao Leonardo Maciel, que montou o pôster.

18

Marçal na Comic Con Experience

Marçal-na-comic-con-experience

Esse texto contém muita emoção e um monte de agradecimento brega para amigos, autores e realizadores do evento. Portanto no segundo parágrafo faço um resumo do que foi o evento CCXP de forma prática.

O evento foi gigante, épico. Muita gente e todos com aquela sensação de “Agora temos nossa Comic Con”. Toda essa sinergia resultou em muitas vendas, muito trabalho e muito ânimo para projetos futuros. Falo por mim, mas acho que vale para a maioria. Houveram algumas falhas, só tinha caixa eletrônico de um banco, o 3G não suportava o fluxo de dados nas horas que tinha mais movimento e o ar-condicionado também baleiou algumas vezes… talvez fosse a emoção. Mesmo assim foi um baita evento e eu estava lá, fazendo história.

Agora ao que é mais importante. 2014 foi um ano absurdo para mim e para os Proféticos, altos e baixos, hiatos, novas rotinas e um fantasminha rondando minha mente querendo me fazer desistir. Por muitas vezes eu repetia insistentemente que se o próximo evento não fosse bom eu ia puxar o freio da coisa, que seria sábio perceber a hora de parar, avaliar isso tudo e tal. Desde o Fiq 2013 foram seis eventos, fora o meu Clube dos Proféticos e mais colaborações para a Revista Mad (valeu, Raphael) e em cada um deles eu fazia uma coluna de prós e outra de contras, a cada evento a coluna de Prós aumentava, a cada evento aumentavam-se laços de amizade, de compromisso com o público e de “ficha caindo” de que eu sou um Autor independente de Quadrinhos.

Independente. Palavra bonita, né?

Mas só não somos dependentes de empresas, pois eu dependo ainda dos eventos acontecendo, dos convites para esses eventos, dos parceiros de quadrinhos ajudando-se mutuamente na hora de hospedagem, passagem, estrutura de stand e mesa. E dependo também do público que é o principal interessado nesses eventos e nas nossas produções.

E falando da minha trajetória tenho muitos a agradecer, muitos que andam lado a lado comigo como o Wesley, o Digo (grande padrinho nos eventos locais aqui na Região Metropolitana de Hortolândia), o Leonardo, o Bandeira, Pedro, Bruno, Pedro B., Yoshi, Mylle, Keichi e tantos outros que, por ventura, esqueceria de listar se tentasse. Sei que estaremos sempre juntos e um puxando ou empurrando o outro.

Tenho que agradecer também ao Deadpool e ao Coringa que pagaram minhas contas nesse CCXP. =P

E ao Monstro Coala e sua Esposa Ovelha que acompanharam essa minha trajetória, me motivaram e dividiram as alegrias e dúvidas nesse ano de 2014. Foram eles que me colocaram no FIQ 2013 (em grande medida), no Campinas Anime Fest, na Santos Comic Con, na Gibicon (também em grande medida) e na Comic Con Experience como um igual. Ninjas cortadores de cebola rondam esse parágrafo, vou encerrar.

Obrigado a vocês e espero que continue, pelo menos, valendo a pena todo esse nosso esforço. <3 E nesse fim de semana tem mais uma feira de quadrinhos, todo o ciclo de novo. Vamo que vamo.

0

Diário Gibicon – 6

diario_gibicon_006

Em 2014, setembro, houve o Gibicon em Curitiba. Uma turma radical se envolveu em várias aventuras e eu mais o Wes Samp vamos mostrar isso em forma de um diário gibicon em quadrinhos. Esperamos que gostem.

Wes Samp é quadrinhista há vários anos e mantem a regularidade no Depósito do Wes. Sua série mais famosa, Os Levados da Breca tem mais de 15 anos.
Marçal é quadrinhista há um pouco menos tempo e aqui nos Proféticos expõe seu humor cretino e infame.
Ambos juntaram seus poderes e fizeram esse Diário, em quadrinhos, do que rolou no evento, não perca os próximos capítulos.

Curtiu? Não perca todas as páginas do diário aqui.

1

Diário Gibicon – 5

Diário-Gibicon-dia-2-1

Em 2014, setembro, houve o Gibicon em Curitiba. Uma turma radical se envolveu em várias aventuras e eu mais o Wes Samp vamos mostrar isso em forma de um diário gibicon em quadrinhos. Esperamos que gostem.

Wes Samp é quadrinhista há vários anos e mantem a regularidade no Depósito do Wes. Sua série mais famosa, Os Levados da Breca tem mais de 15 anos.
Marçal é quadrinhista há um pouco menos tempo e aqui nos Proféticos expõe seu humor cretino e infame.
Ambos juntaram seus poderes e fizeram esse Diário, em quadrinhos, do que rolou no evento, não perca os próximos capítulos.

Curtiu? Não perca todas as páginas do diário aqui.

0

Diário Gibicon – 4

Diário-Gibicon-dia-1-4

Em 2014, setembro, houve o Gibicon em Curitiba. Uma turma radical se envolveu em várias aventuras e eu mais o Wes Samp vamos mostrar isso em forma de um diário gibicon em quadrinhos. Esperamos que gostem.

Wes Samp é quadrinhista há vários anos e mantem a regularidade no Depósito do Wes. Sua série mais famosa, Os Levados da Breca tem mais de 15 anos.
Marçal é quadrinhista há um pouco menos tempo e aqui nos Proféticos expõe seu humor cretino e infame.
Ambos juntaram seus poderes e fizeram esse Diário, em quadrinhos, do que rolou no evento, não perca os próximos capítulos.

Curtiu? Não perca todas as páginas do diário aqui.