música

24 posts

Marçal e o sentido da vida

Marçal-e-o-sentido-da-vida

Pra quem duvida, segue a letra abaixo.

“Estava tão tristonho quando ela apareceu
Seus olhos, que fascinam logo estremeceu
Os meus amigos falam que eu sou demais
Mas é somente ela que me satisfaz

É somente ela que me satisfaz
Você só colheu o que você plantou
Por isso é que eles falam que eu sou sonhador
Me diz o que ela significa pra mim

Se ela é um morango aqui do nordeste
Tu sabes não desisto sou cabra da peste
Apesar de colher as batatas da terra
Com essa mulher eu vou até pra guerra

Ai é amor
Ai ai ai é amor
É amor”

Diário de Leitura: 50 tons de cinza – parte 7

Diário de Leitura 50 tons de cinza

Diário de leitura: 50 tons de cinza

Dia 7

Capítulo 9

Eles dormem na mesma cama e o clima pós-coito-adeus-hímen é total. Ela acorda antes e descreve como Grey é lindo e doce e tudo mais. Ela levanta caçando o banheiro, se perde num closet até que enfim encontra o bendito, rola um papo com seu inconsciente em frente ao espelho.

Esse último parágrafo é coisa que preciso fazer sempre. Ela deixa claro que ele é lindo, deixa mais claro ainda que é rico e deixa claro que é uma moça normal. Apesar do inconsciente dela ser quase um personagem não chega a quebrar essa trinca manjada da receita da escritora.

Não farei mais esses parágrafo daqui pra frente. E juro que se agora a Ana descrever alguma gentileza, simpatia, brincadeira do Grey como algo raro ou surpreendente eu começo a cortar também.

Enfim, voltemos.

Ela vai pra cozinha fazer panquecas, deixa Grey dormindo. Liga uma música alta no fone de ouvido e fica dançando enquanto cozinha.

Lógico que ele vai aparecer. Um porno masculino-hétero cria situações mais convincentes.

Enfim, ela se vira num passo doble e dá de cara com Grey assistindo seu show de dança, se divertindo e tal. Ele se põe a ajudar.

Ela leva um susto safado, fica surpresa pelo bom humor dele e ainda mais por ele estar ajudando com o café. Última vez que descrevo isso.

Agora eles vão para um banho de banheira. Descrições exageradas sobre como tudo é chique e caro, blá-blá-blá. Ele “lava” as partes íntimas dela, mas não até ela chegar lá. Então ele ordena que ela se vire e “lave” a parte íntima dele.

E ela deixa limpinho, tanto que põe na boca depois… Ah, e ele chega até o fim. A Ana é tonta mesmo.

Mas Grey tá ligado que tá devendo, leva Ana pra cama, amarra suas mãos e começa a lhe explorar com beijos e Tals… O corpo todo…

Um oral detalhado e mais um papai-mamãe básico, dois orgasmos pra ela.

Nesse momento chega uma mulher na casa dele e quer entrar no quarto. Eles conseguem ouvir a discussão com um empregado do lado de fora. É a senhora Grey, futura sogra de Ana.

E acaba o capítulo nove. Percebo aqui que se trata de um conto de fadas. Pra um homem acabaria agora, no fim da primeira noite de sexo. Pra Ana não, ela ainda quer um relacionamento estável e dar palpites na decoração da casa do Chris.

Pior capítulo até aqui.

Diário Gibicon 16 – FINAL

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Dá o play e acompanhe a letra pelo quadrinho.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


Will abre o olho – Wesley e Rafael

diario_gibicon_016

E assim encerramos o Diário Gibicon, a paródia nasceu de uma ideia de Rodrigo Chaves, que passou o início do refrão e um desafio que não podia ser recusado: Marçal, faz uma daquelas paródias!

Foi como desafiar louco a rasgar dinheiro.

Não tinha melhor jeito de fechar essa história que, como bem disse o Wes, é a maior piada interna já feita pelo Café com HQ.

Até o próximo =)

Em 2014, setembro, houve o Gibicon em Curitiba. Uma turma radical se envolveu em várias aventuras e eu mais o Wes Samp vamos mostrar isso em forma de um diário gibicon em quadrinhos. Esperamos que gostem.

Wes Samp é quadrinhista há vários anos e mantem a regularidade no Depósito do Wes. Sua série mais famosa, Os Levados da Breca tem mais de 15 anos.
Marçal é quadrinhista há um pouco menos tempo e aqui na Vaciândia expõe seu humor cretino e infame.
Ambos juntaram seus poderes e fizeram esse Diário, em quadrinhos, do que rolou no evento, não perca os próximos capítulos.

Curtiu? Não perca todas as páginas do diário aqui.

Diário Gibicon 10

diario_gibicon_010

Em 2014, setembro, houve o Gibicon em Curitiba. Uma turma radical se envolveu em várias aventuras e eu mais o Wes Samp vamos mostrar isso em forma de um diário gibicon em quadrinhos. Esperamos que gostem.

Wes Samp é quadrinhista há vários anos e mantem a regularidade no Depósito do Wes. Sua série mais famosa, Os Levados da Breca tem mais de 15 anos.
Marçal é quadrinhista há um pouco menos tempo e aqui nos Proféticos expõe seu humor cretino e infame.
Ambos juntaram seus poderes e fizeram esse Diário, em quadrinhos, do que rolou no evento, não perca os próximos capítulos.

Curtiu? Não perca todas as páginas do diário aqui.